Notebook

Trabalhos

A seguir está uma coleção de meus livros mais recentes e significativos. Trata-se de uma séria divida em três volumes. Espero que você aprecie e que se sinta à vontade ler a história envolvente com muita ação e personagens intrigantes.

 
revólveres

Espectro herói ou vilão? A vida como um jogo Fase: 1 Espectro descobre o mundo dos homens

Abril 2020

Oshuma Galleti nasceu em São Paulo no final da década de 1970, de descendência italiana por parte de pai e Japonesa por parte da mãe. Cresceu na cidade de pedra e morou em vários bairros da zona leste à Sul, da Norte à Oeste, conviveu com várias comunidades, algumas com muito dinheiro e outras do submundo marginal, define São Paulo como "várias cidades dentro de uma mesma cidade", cada bairro apresenta um costume diferente do outro e diante de tanta diversidade, criou histórias e personagens numa ficção que transporta alguns fatos semelhantes à vida real. Oshuma enxerga São Paulo como uma das cidades mais interessantes do mundo devido ao seu movimento 24 horas, é o lugar que tudo pode ser encontrado a qualquer hora; culturalmente, São Paulo mostra suas faces e seus extremos, da pizza ao sushi, dos teatros aos artistas de rua, tudo em São Paulo gira e muda rapidamente; por isso, Oshuma tenta passar essa velocidade aos personagens em suas histórias, capturando o choque e mostrando que a mistura das raças, religiões e culturas fizeram a cidade crescer de forma única e obter bairros divididos, tornando-se pontos turísticos da grande metrópole como exemplo é possível citar o bairro da liberdade "típico da cultura japonesa e oriental”, o bairro do bixiga "típico da cultura Italiana"; Oshuma costuma dizer que São Paulo “É a cidade de várias faces e dividida por várias mafias”, para Oshuma é um orgulho ter crescido na cidade de São Paulo e poder admirar toda sua diversidade, e como toda grande cidade, estar envolvido na luta contra violência, tráfico de droga, racismo problemas que todas as grandes metrópoles enfrentam no seu cotidiano; aproveitando esse ambiente, Oshuma Galleti apresenta sua visão dentro de uma história intensa de personagens atípicos da vida comum e deseja a todos diversão, reflexão e uma boa leitura, na primeira fase de Espectro a vida como um jogo.

Combat%20Chick_edited.jpg

Espectro Herói ou vilão? Avida como um jogo Fase 2: Espectro A vingança contra o mundo dos homens

Abril 2020

Oshuma Galleti apresenta a continuidade da história de Espectro, um personagem que cresceu marginalizado pela sociedade e que tem sua vida mudada ao ser adotado pela máfia, vivendo num mundo cercado por drogas, morte, violência e sexo. Nesse mundo, Espectro perde sua mãe adotiva num duro golpe que teve de absorver, mesmo assim continua sua vida e realiza suas vinganças; mas, ao ser contratado pelo Sr. Dikson para realizar um serviço, percebe que a morte o persegue a cada dia.

Ao perder o amigo Haia, irmão de seu grande amor Nikki, Espectro promete à sua amada a vingança e agora deve escolher o caminho a seguir para realizá-la, porém muitas coisas irão acontecer, mudando completamente seu rumo e sua forma de agir, fazendo com que a vingança torne-se sua vida. Ainda assim, tenta mostrar à sua maneira como o mundo dos homens deve aprender a respeitar o ser humano e todas as suas formas, denunciar que crianças estão morrendo de fome, que jovens estão morrendo nas drogas, que idosos são maltratados e que pessoas morrem por escolher um sexo diferente da maioria para amar. Porém, será que Espectro escolheu a forma certa de demonstrar isso?

Leia o livro e tire suas conclusões, suas lições e decida: Espectro é só um louco ou tem algo a ensinar? Porque no final, como sempre, só as opiniões vão sobrar e o mundo, talvez, seja outro quando Espectro terminar sua vingança.
Oshuma Galleti deseja a todos diversão, reflexão e uma boa leitura. Viva de maneira intensa sem pensar na sociedade, quem comanda suas atitudes e suas decisões é você, não se deixe influenciar, decida seu futuro e seja você mesmo, porque da vida só levamos nossas experiências.

cidade Transprent

Espectro Herói ou vilão? A vida como um jogo Fase 3: O mundo dos homens não aprendeu nada: Projeto Indecoroso 

Abril 2020

A conclusão do volume anterior nos trouxe um hacker que, junto com amigos, resolve invadir o sistema militar de várias grandes nações e descobre que algumas delas trabalhavam num projeto conjunto.  Nos arquivos internos, identificam um projeto intitulado de Indecoroso, que consiste numa arma eletromagnética capaz de alterar o clima e causar tragédias naturais de destruição em massa. Muitos perguntariam para que, se existem armas como bomba nuclear, e outras ainda mais poderosas. A resposta é simples: aquele que entra numa guerra tem o objetivo de conquistar o território inimigo dominando e submetendo o conquistado, forçado a se entregar e obedecer as regras que o conquistador entender que devem ser seguidas.

No entanto, as armas de destruição convencionais causam um impacto violento, as vezes quase irrecuperável, e fica claro que alguém atacou alguém; além disso, o Projeto Indecoroso iria alterar e provocar um evento natural como um tufão, uma enchente, um terremoto, de modo que o inimigo nunca saberia quem o atacou. E mais, um desastre natural surge quase indefensável pelo inimigo, colocando o mesmo em situação de desvantagem. Poucos percebem as alterações climáticas no mundo, tragédias acontecem quase que semanalmente em todas as partes do mundo, algumas causadas pela natureza por si só, outras causadas pela natureza com a ajuda do homem. Fica aí então o desafio de criar uma arma quase invisível e imperceptível pelo inimigo.

Geólogos, as vezes, tentam explicar o inexplicável, pois é difícil acreditar que o homem seria capaz de colocar sua raça em extinção só pelo prazer de conquistar ou enfraquecer um inimigo, mas estamos falando do homem, ser mesquinho que faz tudo para alcançar o poder e a glória. Logo esse hacker acabou se envolvendo num esquema perigoso, passou a ser perseguido e viu seu grupo ser eliminado com requintes de crueldade, não restou outra alternativa a não ser guardar todas as informações que conseguiu e tentar contato com um grupo de guerrilheiros conhecidos como a Falange e liderados por uma lenda que levou o mundo ao desespero com uma arma química criada para chamar a atenção global contra a miséria e desrespeito da humanidade. Admirado por poucos e odiado por muitos, o líder da Falange, de nome Espectro, e seus guerrilheiros, se tornavam os únicos confiáveis naquele momento para que se tentasse impedir aquilo que passava a ser notório: a corrida pela arma invisível e posteriormente a destruição de toda a humanidade.  

O autor deseja a todos diversão, reflexão e uma boa leitura. E nunca acredite em algo sem colher informações antes; lembre-se de que sempre existem várias versões para o mesmo acontecimento, então o ideal é escutar todas e investigar, para depois tirar suas próprias conclusões... Ou então você será mais uma marionete na mão da sociedade.
  
Oshuma Galleti

Tem interesse em conhecer melhor o meu trabalho? Entre em contato e ficarei feliz em compartilhar mais alguns com você.